domingo

Sol a Sal




- Pamonha! Pamonha!

Vai o menino, nove ou dez anos de idade, empurrando com certa dificuldade o pesado carrinho de madeira. Aqui e ali, pára. Vende a iguaria enrolada nas folhas de milho.

As folhas com as quais deveria preocupar-se são apenas sonho, - que ele vê passar todos os dias, sempre no mesmo horário, debaixo das asas de outras crianças; olhos de bem-te-vi cravados no castigo do milho dos seus dias nem tão doces...

Nem sabem; mas daria tudo para também aprender a voar...

- Pamonha! Pamonha!


ju rigoni (1988)


Visite também

Fundo de Mim
, Medo de Avião, Navegando...

Um comentário:

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Acabou de além de agua na boca, trazer lembranças de festas em casa quando menino e adolescente, houve uma que fizeram muita pamonha, e comi todas que quis, muito obrigado pelo prazer que me deu, já lhe disse no outro Blog, fico muito feliz em te encontrar, linda, beijos !!!