domingo

Paciência!




Erva-cidreira na xícara,
e por cima água fervente.
Tampe, aguarde três minutos,
e saboereie lentamente.

Se não puder comprar,
arranje muda ou semente,
e plante onde puder plantar, -
no jardim, no quintal,
nas floreiras da janela...

Amanhã ou depois, -
em algum momento -,
vente o vento para onde ventar,
você vai precisar...

Ora, se vai!...

ju rigoni (1998)


Visite também

Fundo de Mim, Medo de Avião, Navegando...

4 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Este blog tem excelente poesia.
Acho que é a primeira vez que cá venho... ando distraído...
Beijos, querida amiga Ju.

CARLA STOPA disse...

Adorei conhecer teus cantinhos de vida...

angela disse...

Vim visita-la aqui e concordo que sempre tem um dia que precisamos da erva cidreira e como tem.
beijos

Clareanna V. Santana disse...

Muito bom! lembrei das longas conversas com minha mãe.