domingo

Puro encanto




No gemer da viola
a voz do violeiro encanta;
embala corações sofridos...

Uma nota para cada falta,
a preencher o nada do estômago
com o que só mata a fome da alma...

E a esperança dadivosa
devolve a flor encarnada
ao cacto espinhento...
Trás de volta uma passarada
às árvores ressecadas...

Tudo brota de dentro
no gemer da viola
e na voz encantada
do violeiro de um tempo
que não passa...

ju rigoni (1997)


Visite também
Fundo de Mim II, Medo de Avião, Navegando...

3 comentários:

Ana Claudia disse...

Oi, Ju, tudo bem?
Escolhi dos teus blogs o que tinha um título mais sugestivo (pra mim) e vim. Nossa, como você produz, hem? Vou voltar aqui e nos outros com mais calma.
Um beijo!

Lara Amaral disse...

Dorido e bonito. Adoro ler tudo seu, acompanhar todos os blogs... vc é foda, poetisa!

Marise Ribeiro disse...

Poeta Ju, este olhar regional na natureza e no homem é tão grandioso quanto o nosso Brasil.
Mais um achado no qual plantarei raízes. Parabéns!
Beijos,
Marise