domingo

Tonhonhando...

.
Houve um tempo
em que meu cabelo fazia tonhonhoim,
e me aconselhavam
que o pusesse a ferros.

Dei liberdade às madeixas, -
que tonhonhassem
se a sua natureza era
(e continua a ser) tonhonhar...

Molhadas, eram comportadas,
lisinhas, tão acomodadas...
Mas, ao vento ressecavam, -
cresciam, armavam, subiam,
revoltadas...

Nem o cabelo me negava o voo.
Ao contrário,...
solidário,
embaraçava-me nos fios
e tirava meus pés do chão...

ju rigoni (Anos 80)


Visite também

Fundo de Mim, Medo de Avião, Navegando...

3 comentários:

CARLA STOPA disse...

Que lindo isso...Meus cabelos também eram assim...Beijo.

Lara Amaral disse...

Que legal! Gosto de quem se deixa tonhonhar livremente.

Beijo.

Marise Ribeiro disse...

Ju, você me fez voltar à juventude, quando fazíamos touca no cabelo, para que ele não tonhonhasse. Ainda bem que essa menina que mora em você se desvencilhou do emaranhado dos fios e nos presenteou com este belo momento poético.
Espero que sua mãe esteja melhor.
Beijos,
Marise