domingo

Olhar Espichado



Meio-dia...
O sol queima,
arde, seca, empedra.
Homem e paisagem.

Na barra da noite,
um ar tão frio, -
convite aos uivos,
aos pios e arrepios...

Além da fome,
da sede,
das tantas faltas,
esse inverno que,
lá, no sul,
ninguém imaginaria...

Fogo do dia,
gelo da madrugada;
a pele seca,
racha...
Solidária,
imita o desenho
do chão erodido.

Lá,
dentro da morada
possível,
gente amontoada...

Ao relento,
não há viva alma.
Só o cão...
sob um céu jamais visto;
as estrelas,...
brilhantes,
distantes, enluaradas,
seriam versos
se rimassem com o chão
que transpira poesia,
inspir'ação...

ju rigoni (1988)


Visite também
Fundo de Mim II, Medo de Avião, Navegando...

4 comentários:

Lara Amaral disse...

Os versos existem, mesmo que algumas realidades não possam vê-los; nem sempre há espaço para eles.

Muito bom poema!

Beijos.

Ninil Gonçalves disse...

Difícil escolher e conseguir sair de seus blogs. Todos eles ótimos e de poemas tão bem escritos. Parabéns! Aos poucos estou conhecendo um a um. Sua visita no meu blog foi um grande presente. Beijo e tudo de bom.

Adriana Karnal disse...

realmente, todos os teus blogs são ótimos, pra facilitar nossa vida de leitor, poderias compilar num só...

ju rigoni disse...

Larinha, Ninil e Adriana, obrigada pela visita e comentário.

Quanto à sua observação, Adriana, sei que seria mais prático para os visitantes. Mas, eu não consigo, por exemplo, (talvez seja um problema só meu), associar o que publico por aqui ao trabalho que está no Medo de Avião, em que os textos foram escritos ou idealizados em saguões de aeroportos, ou dentro de aeronaves. Idealizados, porque quando o pânico me vencia em meio à tentativa de "fuga" através da escrita, eu guardava pelo menos a idéia ali surgida para desenvolvê-la posteriormente.

Aqui,no Dormentes, está o resultado de minhas andanças pelo interior do país, principalmente pelo Nordeste, como explico na barra lateral. Quanto ao Fundo de Mim I e II, estes sim, logo, espero, serão apenas um. Ele estava hospedado no wp, mas eu não estava conseguindo familiaridade com as inúmeras ferramentas que ele oferece. Daí, a mudança para o blogger. Demora um pouquinho porque só atualizo aos domingos e, às vezes, aos sábados. Mas em algum momento será um só blogue.

O Navegando... é coração. Foi meu primeiro blogue. Não consigo abandoná-lo. Coisa de "velho", como diz minha filha. rsrs A maioria dos que me visitam elegem um e, vez em quando, visitam os outros.

Mais um vez, obrigada Lara, Ninil e Adriana!